terça-feira, 10 de setembro de 2019

Tom Clancy Ghost Recon Breakpoint - Ubisoft falhou outra vez(?)

Ora eu com certeza já virei o disco e por ser mais um título que promete algo e entrega outra coisa que não o esperado é algo que não quero mais ter de passar. Infelizmente corri a fazer o post anunciar o novo lançamento, mas foi fogo de pouca dura. Depois de entrar no programa BETA test a realidade do que o jogo será veio ao de cima e não só não me agradou em nada, como deixou uma forte e persistente queima de expectativa. 

ex·pec·ta·ti·va |eis...èctou |èt|

(francês expectative)
substantivo feminino
1. Acto ou efeito de expectar. = ESPERA
2. Esperança baseada em supostos direitosprobabilidadespressupostos ou promessas (ex.: o livro superou as expectativas).
3. Acção ou atitude de esperar por algo ou por alguémobservando. = ESPERANÇA

"expectativa", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/expectativa [consultado em 10-09-2019].

Quando se cola um novo lançamento a um franchise único tal como o Ghost Recon, mais concretamente Tom Clancy Ghost Recon Wildlands, logo à cabeça a ubisoft está a colocar a expectativa em uma franquia alta. Um dos grandes motivos é o tempo que separa ambos lançamentos e os problemas que o Wildlands teve no lançamento (mais tarde corrigidos). Mas se há algo horrível e que me afasta completamente de comprar o Ghost Recon Breakpoint é a falta de coerência entre um título e o o novo título.

Se por um lado temos o wildslands que tem uma história repleta de personagens, história, plot, falar e uma alucinante jogabilidade o mesmo não se aplica ao Breakpoint. Não obstante ser ainda um jogo hibrido em que a Ubisoft colocou a tag #BETA, o mesmo está quase na sua fase de lançamento (em outras palavras, se houvesse algum imput para sugerir melhorias, organicamente a base do jogo já está feita, mudar? seria necessário eventualmente refazer o jogo em si, algo que a ubisoft não fará.....).

Joguei a fase de teste (servidor fechado) e a fase de BETA e só no BETA é que ficou visível as crassas falhas cometidas, e as falhas acabam por ser tão criticas que está a afastar o core de gamers que realmente gostavam do franchise.

Mas o que está mal do Breakpoint?

* Bem para começar sem generalizar o jogo não é claro na história, não obstante ter jogado umas poucas horas, não compreendi em nada o que tenho de fazer, como fui ali parar e o que ganho se seguir o caminho, por faltar em caminho, não há... Basicamente andei alí meio perdido.

* As animações do teu personagem estão completamente esquisitas, não reais e parece mais um bug do que algo feito erradamente. Exemplo correr e ver o ecrã todo a tremer não sei o que é.. mas essa foi a opção dos desenvolvedores. porque? só eles poderão dizer. Basicamente o sistema de animação chega a ser quase tão horrível como no Division 2 (em certas partes da cidade o personagem não desce um simples degrau, para um jogo que é necessário flanquear um adversário ter um degrau como obstáculo ou é gozar com a cara de quem quer jogar ou não entendo de todo) ironia ou não, não se sabe à data se foi um bug ou feature. 

* O Breakpoint tem mais uma base meio estranha de shoterlooter do que o seu antecedente. Ninguém ainda entendeu porque o Breakpoint tem um hub (acampamento), quando o wildlands foi feito em uma descentralização desse conceito.. Para que hub? Por mais voltas que dê não se entende. Ainda para mais sendo uma suposta base, de sobrevivente, onde há mais armamento que no resto do jogo.

* Menus e User interface complexo, nada intuitivo e sinceramente uma autentica bosta. É bonito mas a beleza não tira complexidade. Muitas opções são completamente redundante, só estão ali para encher o menu ou pelo menos aparenta. 

* Inteligencia artificial dos inimigos é uma anedota. Não consigo explicar detalhadamente porque só visto, chega a ser patético ver os NPC's a patinar na estupidez. Se o jogo é focado no PVE é de esperar no minimo uma IA que fosse aceitável... Mas não é.

* existe muita coisa a correr no jogo, plot, ação. Mas não se compreende de todo qual a sua motivação, ou o que são na realidade. Inimigos? porque? High tech como? Quem são? porque estamos contra eles? quem sou eu? porque estou alí? qual é o meu motivo, a minha razão? defendo o que? Como o jogo não entrega minimas pistas. O breakpoint soa-me a um Anthem 2.0.

Ponto bom, o jogo visualmente está bonito, mas fica lá a questão de poder ser lindo, mas de que serve beleza se não há jogabilidade prática?

O grande ponto de desilusão é a Ubisoft não ter aprendido a lição de títulos do passado e persistir em patinar alegremente no mesmo erro, over and over again. Um forma ignóbil que a Ubisoft arranjou de apaziguar as ínumeras reclamações dos jogadores foi afirmar que está atenta ao feedback e pede feedback. A questão é que..... Não fazem absolutamente nada com esse feedback. De inúmeros posts que fiz no fórum recebi ZERO de feedback, seja direto ou indireto.

Pessoalmente não compreendo de todo por que a Ubisoft me mete nesses programas de beta teste, para no fim dar tudo como garantido, felizmente não fiz pre order e não irei comprar a versão final do jogo. Mais, esse breakpoint (o nome já por si diz como me sinto nisto tudo) é uma promessa de mais do mesmo depois do Division 2..... 

Porque se gastei perto de 100 euros no Division 2 e no fim só fiz uninstall.. por que o jogo SUCKS!!! não vou de certeza alimentar a falsa promessa e a expectativa que a ubisoft tentou colocar na comunidade. 

Nota: a minha observação não impede nem quer dizer que gostes ou não do jogo eu é que já estou demasiado queimado e desiludido. Mas há tanto jogo bom e bem feito no lançamento que não vale a pena pagar para fazer o trabalho deles. Se a Ubisoft não sabe o que é gameplay, emoção e gestão de espectativa da comunidade então o problema é unicamente deles, desenvolvedores do jogo ou decision makers... who the fuck cares?

O consumidor final quer um produto pronto, um jogo jogável, não retalhos e algo que só daqui a algum tempo trará entretenimento. 

Uplay já foi desinstalada para o BEM DO MEU DISCERNIMENTO. Com certeza não irei fazer mais nenhuma review de títulos da marca porque Ubisoft é algo que já removi não só do meu PC como do meu vocabulário.

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Twitch - Qual o teu futuro? Aparentemente não será brilhante

Photo via ESPAT Media
Pelos vistos Richard Tyler Blevins, é o "teenager"  mais popular do planeta. Mas para quem não o conhece pelo seu nome real, mas Ninja(seu nickname)  já é um nome facilmente reconhecido. Ninja tornou-se popular com um exponencial crescimento desde que se lançou na plataforma como streamer a tempo inteiro. Quem não o viu a jogar pode achar estranho que assistir alguém jogar pode gerar receitas monetárias com muitos zero, seja dos seus patrocínios seja pelos subscrições (pagas) do seu público, ou doações diretas. Não sei ao certo quanto dinheiro o Ninja fatura mensalmente mas o seu budget deve estar muito acima dos meio milhão de dólares por mês. (estima-se que sejam uns redondos $18 milhões de dólares por ano). Isso eventualmente ocorreu porque Ninja joga um dos jogos mais populares no momento (Fortnite) que em Maio de 2019 registou a marca de 250 Milhões de contas registadas.

Sensivelmente em Junho de 2018, quando o Ninja assinou contrato com a Redbull o seu encaixe não foi só monetário mas como a sua exposição atingiu números record (tanto de visualizações em simultâneo como para o número de seguidores  e subscritores). 

Sim são números que ultrapassam a compreensão de quem não o assistiu e não compreende a emoção que é ver não só um bom jogador mas um "puto" com elevado carisma, pessoalmente eu não gostava dele, mas quem pode dizer que não gosta sem ver? Eu fiz isso e depois de ver gostei. (assumo).
E o que nos trás aqui não é só o tema do Ninja e a sua popularidade, de facto o Ninja chegou a tais metas da sua vida começando com o Twitch (plataforma de livestream gerida pela Amazon), bem como seu famoso canal no youtube. Em outras palavras, o Ninja criou progressivamente a sua própria marca, que começa no seu nickname, passa pelo seu merchandising e acaba na sua choruda conta bancária.  

Recentemente o Ninja, fez um contrato com o Mixer.com (gerido pela Microsoft, xbox) e abandonou a plataforma da Twitch.tv. De referir que o ninja não tinha um contrato com a Twitch, teria "apenas" uma conta com rank de partner. Para quem não conhece a Twitch é uma plataforma muito escalonada e muito cheia de regras por motivos que não se compreende de todo (abaixo tentarei explicar melhor).

Em meados de Agosto de 2019 Ninja moveu-se oficialmente para o Mixer.com e claro, como mencionei acima o seu carisma, não teve dificuldade de em poucos dias ultrapassar números record no mixer de subscritores e seguidores. Para que se compreenda melhor, ninja começou no dia 1 de agosto, no dia 6 de agosto já era noticia por ter ultrapassado a marca de 1 milhão. Números largos muito gordos que não passou desapercebido ao Twitch. O ninja sempre manteve o seu canal no Twitch ativo mesmo sem estar a usar a plataforma desde a mudança (afinal como referi acima Ninja construiu a sua marca e como é óbvio tem os seus interesses no que é inteiramente seu, o seu nome e a sua imagem). 


Podemos falar das melhores práticas usadas pelas plataformas de streaming, mas a Twitch desde há sensivelmente 1 ano tem estado na ribalta com inúmeras situações inóspitas senão de práticas moralmente condenáveis. Além da twitch ter um roll de requisitos, complicações, obstáculos e demasiado interesse econômico (afinal de um gigante da internet, amazon on top), seja pelo constante BOMBARDEAMENTO DE PUBLICIDADE (mesmo para assinantes da Twitch Prime) com a premissa de que serve para ajudar os streamers (uma redonda mentira que até a data não vi um único partner ou afiliado confirmar) a Twitch recentemente sobe o pretexto de que estava a fazer um teste.

Resulta que a Twitch usou indevidamente e só o canal do Ninja para indexar os conteúdos do Fortine, em outras palavras usaram o canal do Ninja para promover outros conteúdos. A situação foi facilmente contornada por outro streamer, que além de quebrar as regras básicas do Twitch colocou em causa um streamer de renome, Ninja que apesar de ter gerado receitas astronômicas para a Twitch não merecia em nada este tipo de situação (assim como nenhum outro streamer merece, diga-se de passagem), situação essa causada unica e exclusivamente pelos decisores da Twitch.

Literalmente o que aconteceu é que um streamer (não importa qual) criou uma livestream de conteúdo hardcore (sexo) e indexou a livestream para o Fornite. Conclusão, por obra e mestria da Twich o conteúdo hardcore (sexo) apareceu no canal do Ninja (momento capturado na imagem abaixo).  


Porque a situação é grave?

Primeiro, não é suposto nem deveria haver espaço de manobra para streamers fazerem live(diretos) de conteúdos que não os que a plataforma aceita (relembro que a Twitch é uma plataforma maioritariamente de jogos/gamming), onde consta expressamente que tem regras e a quebra das regras implica termino da conta.
Segundo, Ninja além de ser jovem, 28 anos de idade é seguido por um volume muito grande de menores de idade ou seja um público alvo com idade inferior a 18 anos de idade.
Terceiro, não obstante a situação final dever-se a um utilizador a abusar da plataforma tudo aconteceu simplesmente porque (conforme palavras da Twitch) fizeram um teste (vamos fazer de conta que acreditamos que era um teste, pois na verdade era a mesquinhes para ganharem dinheiro em cima do nome que o ninja criou), afinal o teste só foi no canal dele......

No dia 11 de Agosto o Ninja publicou o seu video curto com um titulo muito sugestivo resultante da instrumentalização da Twitch como "enojado e peço desculpas", explicando o que se tinha passado, pedindo desculpas por algo que não fez, não criou.
Essa reação do Ninja resultou rapidamente em declarações do CEO da Twitch Emmett Shear que depois de 4 desculpas, diz não haver desculpas para o que aconteceu ( se isto não é para rir só serve para sentir algo desprezível da dita entidade ). Já o ex executivo Justin Wong colocou em causa a situação lançando uma questão para o "AR" que claramente tem uma resposta óbvia e direta.
Twitch's decision to unilaterally promote other channels on @Ninja's channel represents a long-running internal conflict at Twitch: who owns the viewers - the streamer or the platform? - Justin Wong

Quem é dono dos Views (ou seja o seu público)?? Claramente é o NINJA? Qual é a dúvida? Será que a Twitch está assim tão arrogante a tal ponto de querer tudo o que não lhe pertence? Se assim o é, só desejo que a twitch ou mude o seu business model ou que em alternativa tenha uma queda e desapareça para sempre...

Se a mixe.com está a crescer para melhor então que venha. Lá pelo menos por agora não se vê metade as situações inóspitas que se vê em outras plataformas. O ninja já foi para lá. Outros parecem querer seguir as pegadas. Mas é porque o mixer é melhor? Não sei, pelo menos não é pior que a Twitch e as suas politicas.

E o que fica na questão moral de tudo o que aconteceu? E como não há duas sem três, o streamer, DrDisrespect fez algo simplesmente condenável na rede que foi fazer uma livestream e entrar dentro de uma casa de banho, quebrando uma regra básica e elementar da Twtich, privacidade e direito ao respeito. Na altura pensou-se que o DrDisrespect iria levar um banimento permanente, mas como a Twitch só olha para o dinheiro / receitas, o mesmo voltou para o seu canal como se nada tivesse passado. Outro streamer qualquer nunca mais poderia por os pés na plataforma.

Afinal tal como o Ninja, o Drdisrespect se fosse banido do Twitch rapidamente voltava a ribalta em qualquer outra plataforma de stream. Como disse o público desses streamers não é das plataformas, afinal são publico fiel a essas personalidades e não da plataforma. Não há dúvidas.

Outro tema que não é novo mas tem gerado demasiada polemica são as inúmeras situações em que algumas poucas streamers do sexo feminino tem abusado dos Termos e condições de acesso ao serviço, muitas impunes, por motivos aqui já explicados.

E tu o que pensas sobre o que se tem passado na Twitch?


quarta-feira, 31 de julho de 2019

Tom Clancy's Ghost Recon® Breakpoint


Seguindo as pegadas do anterior título Tom Clancy's Ghost Recon® Wild Lands, a ubisoft não para de surpreender. Neste caso há uma enorme vaga de melhorias em relação ao título anterior.

Como o Tom Clancy's Ghost Recon® Breakpoint foi largamente publicitado para o seu lançamento no futuro, na altura aproveitei a possibilidade de entrar no programa de testes (há marcas de jogos que disponibilizam o jogo em modo de teste para os jogadores poderem deixar o seu feedback, muito mais sobre a jogabilidade do que do conteúdo em sí). Na semana passada finalmente, e durante 2 dias testei esta maravilha.

No meu caso testei em PC (computador) e a estabilidade e jogabilidade do jogo em sí está demais. Não obstante já ter encaminhado para a ubisoft algumas pequenas e importantes sugestões.

Como a entrada no programa de testes implica sigilo, não posso falar do que se passa no jogo nem mostrar imagens do meu gameplay. É justo. Mas também nem teria muito por onde spoilar dado que os desenvolvedores não coloram o audio necessário no inicio para se perceber a história que está por trás do jogo.

O programa de testes já fechou e neste momento pelo menos até a data de lançamento oficial (07/10/2019) está disponível o programa para Beta testers - Mais informação poderá ser acedida em https://support.ubi.com/en-gb/Faqs/000043031/Dates-and-times-for-Ghost-Recon-Breakpoint-Beta-GRB

Deixo-vos com o Trailer oficial. Minha nota de 0 a 10 será para este título de 9/10.

O jogo tem potencial, deverá custar por volta dos 60 Euros (aprox.) e promete muitas mas muitas horas de entretenimento, acção e aventura. O jogo está já disponível para pré reserva https://ghost-recon.ubisoft.com/game/pt-br/buy e os que fizerem pré reserva terão jogo na data (ainda por anunciar) acesso ao BETA.

PS: para quem já conhece o Ghost Recon não ficará muito surpreso no tamanho do mapa, qualidade e detalhes que eles fizeram já neste novo título Breakpoint. Só digo que vale a pena!!!

terça-feira, 21 de maio de 2019

Division 2 - Ubisoft.....

Olá,


Como sabemos o franchising do Division tem dado de falar desde a primeira versão. Ou seja o tema apesar de não ser tão critico como no Division 1 o fato é que o Division 2 deixa muito a desejar. 

Mas como não joguei o Division 1 e não o conheço na totalidade, apenas vou falar aqui dos prós e contras do Division 2. 

Não obstante melhoria do jogo no Division 2 após a catástrofe que foi o Division 1 em 2016 The Division PC perdeu 81% dos jogadores Cada vez menos pessoas jogam o jogo, o Division 2 não consegue chegar a um termo em que agrade os players na integra.

A ver se me faço entender, a Ubisoft no lançamento do Division 2 conseguiu em parte captar a atenção de muitos players (não só pela pequenas melhorias) mas quiçá também pelo épico falhanço do Anthem (quiçá um dos lançamentos mais frustrantes de toda a história da industria Gamming, não sei dizer se pior ou melhor que o lixo de Fallout 76 da Bethesda). Não obstante essa brecha acho que a Ubisoft não soube gerir bem o conteúdo do Division 2 e revelou-se em alguma desorganização entre o que foi feito no lançamento e inúmeros players reclamando no seu forum inúmeros problemas de conceito do jogo. Se por um lado o Division 2 é um jogo com um enorme potencial por outro lado o jogo parece estar feito e desenhado para agradar aos players mais hardcore da franquia.

Em outras palavras, o forum da Ubisoft não falta jogadores a se queixarem da extrema dificuldade em passar missões a jogar sozinho, em suma os jogadores queixam-se de algum "Bullet sponge" ou seja os inimigos não são poucos e muito são quase a prova de balas, se referir a todos os problemas que a situação causa aos jogador comum (ou seja o jogador casual que não é um hard core). Isto sem falar de alguma confusão que causa o conceito do interface e mecânica do jogo. 

Nesse sentido não me admira muito que eventualmente seja esse o motivo para que a Massive (developers do jogo) desde Março deste ano esteja nesse "desespero" para encontrar developers para UI (user interface). Tal como anunciado no seu twitter "be part of the team creating the best possible UI for Tom Clancy's The Division 2". Digo isso porque além de comprar o Division 2 fui um dos que mais reportou no fórum da Ubisoft problemas de conceito no interface. Coisas tão banais como a cor usada na fonte do chat, dado que alguma alminha brilhante (mas não o suficiente) colocou as letras em ROXO. Apesar de perder o meu latim a explicar uma coisa basica e simples o mesmo resultou em nada (e é assim que a Ubisoft tem tratado a sua franquia). Ou mesmo situações relacionadas com privacidade, ao desligar o Voip do jogo (voz sobre IP para os jogadores poderem falar uns com os outros) o jogo ou o brilhante e confuso interface continuava a capturar o som (este tiveram de responder caso contrário iria iniciar uma queixa por más práticas, just simple as that..) mas a verdade é que isto é uma pequena amostra de temas que não deveriam ser entregues ao jogador como uma versão final do jogo quando aparentemente não o testaram bem para evitar esse tipo de situações (entre outras que não estou aqui a referir). 

O próprio forum em si não presta, não tem lá nada que ajude ninguém dado a toxicidade dos demais (deduzo que seja players hardcore que não podem ler qualquer coisa que seja indicativa de um nerf no jogo), é como se o jogo fosse só feito para hard cores e não para casual players. 

ou fail completo da Ubisoft é ter um jogo feito também em português mas o suporte só pode ser feito em inglês o que torna o jogo no meio de tanto problema um lixo de problemas que é difícil de reportar mas para vender o jogo já tem suporte para português o que é no minimo patético se sem sentido / fundamento ao menos que o único objectivo da Ubisoft é faturar, seja como for faturar.

Confesso que eu ainda fiquei a espera do update para os RAIDS - com o recente lançamento do título "OPERAÇÃO DARK HOURS RAID", em suma mais uma missão mas este em modo Raid (8 players) em vez da convencional missão de squad com 4 players. Sem mesmo jogar essa novo modo do jogo e já lendo as reclamações de o que de mal tem os raids, destaca-se a extrema dificuldade e o tempo para concluir as mesmas (li algures que alguns quantos players levaram 8 a 12 horas para concluir a missão) - o que obviamente não é bom para todos, ao menos que não trabalhes não estudes e vivas para jogar, raids não serão para mim de certeza.

É com pena que não o jogo mais porque o jogo está excelente à nível de conteúdo, graficos excelentes, boa performance, mas o fundamental não foi, não está nem será revisto pela Ubisoft nem pela massive. Apenas porque como tentei descrever o jogo é para players hard core.

Infelizmente comprei o jogo em pré release com um adicional de um passe anual. O erro foi meu, assumo-o, mas garantidamente a Ubisoft não verá mais um centavo meu, por melhor que seja a próxima promessa que deverá ser "GHOST RECON BREAKPOINT" que já está em pré venda, pois claro. Se a Ubisfot ainda não aprendeu estão este será mais um titulo ao estilo "mais do mesmo".

nota: esta opinião é minha e apenas minha, igualmente baseada em outras opiniões de outros players, se na eventualidade achas que é o jogo para ti, have fun. A minha critica vale o que vale, e serve o que serve. 

domingo, 29 de abril de 2018

MOD: Alternativa Ambiente gráfico - Film Workshop

16:05:00 0
Bem, já tinha falado do Vivid ENB e demais (vivid weathers) etc aqui neste post. Como estou comFilm Workshop e o meu gameplay mudou completamente, óbvio que com este novo cenário removi a Relva(grama), as árvores e o vivid weather. O ambiente é completamente diferente. 

novo projecto, já tinha acabado o jogo (não fiz tudo) então no restart resolvi mudar todo o meu fallout. Assim que depois de umas poucas pesquisas vi este

O bom deste mod é que funciona via Holotape, usando no teu pip-boy.

Este mod requer o NAC já instalado e é gerido pelo Pip boy, com um simples Holotape. (este é o exemplo de um setting que gostei). A gama de opções é vasta, por isso nota 10.

Isto é para o Fallout 4 em PC


É necessário instalar os binários do ENB Series - http://enbdev.com/download_mod_fallout4.htm
(o mod filmworkshop tem lá as instruções).
NAC - Natural and Atmospheric Commonwealth - https://www.nexusmods.com/fallout4/mods/7657
Film Workshop aqui - https://www.nexusmods.com/fallout4/mods/24660

Licença Creative CommonsO conteúdo deste blog está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Encounters - A Fallout comic strip - Novo projeto.

15:09:00 0

Pois é, não há duas sem três e como tenho tido dificuldades em avançar com o meu projeto anterior (criar um mod/quest com uma companion nova e uma lore própria). Já antes tinha deixado de parte a intenção de criar videos machinima em fallout porque simplesmente a plataforma não é amigável para esse fim.

Então enchi o peito 😋 acho que faço sempre isso 😂 decidi reciclar/aproveitar toda a ideia que tinha já planeado para o Mod/quest e resolvi criar um Comic. O processo de adaptação ainda está meio turvo mas em andamento, aqui funciona muito o aspecto visual, as cenas, os personagem, as falas, o monologo da actriz principal "Alex". Quero criar uma história que possa conviver com os eventos actuais do jogo de forma que se sinta que é uma história paralela. 
Abaixo é já a página nº1

Como sou amante das histórias contadas em estilo Hang-cliff  quero para já e acima de outros Hang-cliffs que estou a planear, deixar o espectador curioso sobre quem realmente é Alex, tudo isso será revelado aos poucos e claro será uma surpresa. 

Este projecto não é nada mais que um fan fiction (ficção criada por fãs para fãs e curiosos). A maior parte do projecto é realizado com recurso do Jogo Fallout 4 da Bethesda.
Há ainda um enorme trabalho em buscar mods certos, poses, roupas, mod de expressões, editar as fotos, criar os strips.


Meu deus, que BOM!!!! Vai sair versão em Inglês e em Português. Todo esse trabalho que estou a fazer será disponibilizado gratuitamente, somente é requerido a quem queira usar em outros sites ou partilhar que façam imperativamente referencia ao criador (mais concretamente este blog). Aqui no meu blog não existe tema de monetize por isso nem tem nem nunca terá publicidade/ads, popups ou outras cenas parvas. O que faço, faço por paixão, por isso partilho para quem gosta.

Todo o vosso feedback é uma extrema mais valia. Obrigado!!! e espero que gostem. 

 

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Fallout - Revelação - Curta metragem (Fan made)

14:31:00 0

Nunca subestime a criatividade dos fãs, nunca. Mechanical Cake TV é a equipa que está por trás deste projecto. Uma história que se desenrola no cenário apocalíptico do universo Fallout. Quem conhece o Fallout(jogo) acho que irá ficar maravilhado com esta produção. Segundo informações esta série de três episódios começou em Julho de 2016 e o primeiro episódio foi nomeado pelo SXSW 2017 Gaming Award para categoria "Fan Creation of the Year" bem como foi exibida na Comic-Con San Diego foi mencionada pela RollingStones. Os três episódios foram colocados online em Março de 2017, sendo que o primeiro já tinha saído em 2016, houve até uma campanha kickstarter que entretanto foi cancelada que se destinava a financiar mais episódios, e o produtor prometia mais e melhor qualidade ainda, não sei o que aconteceu mas desde aí já não há mais noticia. Deixo-vos com as três partes desta série. Tem legendas disponíveis, só ativar tradução automática no player do youtube.
Fallout Revelations


O diretor e produtor Jesse Negron disse "Nosso objetivo é criar uma ação convincente ao vivo, histórias dentro do universo de Fallout. Se o Kickstarter for financiado com sucesso, poderemos fazer outro episódio em um nível mais alto de ação e valor de produção. Se atingirmos nossas metas estendidas, completamos temporada com cinco episódios adicionais " -
mas infelizmente não consigo encontrar informação recente que indique se a série tem pernas para andar. Se há algo que me encantaria ver na televisão, uma série deste estilo e feita mesmo por fãs. Vamos ver se isto tem pernas para andar, eu pessoalmente acho que tem tudo. (há outros filmes fanmade que oportunamente vou comentar e partilhar aqui).
Sou naturalmente fã incondicional de arte feita por fãs, como deverá ser visível no meu blog, afinal também produzo conteúdo baseado em jogos/lore, ou usando os recursos do mesmo. Todos sabemos que genericamente os conteúdos feitos por fãs são de baixa ou média qualidade (tanto no conteúdo como no trabalho final), digo isto sem querer denegrir qualquer trabalho feito neste aspecto. Pessoalmente eu conheço muitos dos motivos por que isso acontece, e muitas vezes são por questões alheias a quem está a criar o conteúdo, seja falta de tempo, seja por falta de budget ou seja por falta de ajuda/colaboradores, entre outras razões que não me ocorrem no momento. Genericamente um conteúdo fanmade, não tem fins comerciais e logo por essa natureza, o investimento é muito limitado e todos esses factores tem impacto e influencia no resultado final. Mas de facto existem certos e determinados "fanmade" que saltam a vista. Fallout Revelations é um filme, curta metragem divido em três partes, que eu considero de extrema qualidade e bem conseguido. Para que entendam melhor do que se trata, o jogo é baseado num hipotético universo paralelo onde o mundo que conhecemos é um pouco ou substancialmente diferente no rumo que tomou, bem como semelhante em alguns outros aspectos mundanos. Nesse mundo as constantes crises e a derradeira, o Homem esgotar os recursos naturais, a tecnologia acaba por se basear em Energia Nuclear, e foi aplicada em quase tudo o que podemos imaginar, carros por exemplo, ou robot's domésticos que funcionam praticamente para sempre. Um mundo que parecia bonito e desabou quando a primeira bomba explodiu, o mundo entrou em guerra e o fim era claro, quase tudo acabou e ninguém sabe quem começou. O ano remota a 2077 ano em que tudo começo, a guerra, e o cenário do jogo começa com uma visão nostálgica dos nossos verdadeiros anos 40/60 e somos sempre um dos poucos sobreviventes em um mundo completamente inóspito, pós apocalíptico, perigoso. O jogo começa praticamente no momento em que o mundo acaba e no último instante somos convidados para entra no Vault (abrigo nuclear subterrâneo) e acabamos congelados, para acordar mais de 200 anos depois. O cenário cá fora é caótico, radiação, alguns insectos enormes, mutações e mutante, Humanos que bom não estar sozinho, mas como sempre dividido.



O que este curta metragem nos retrata é precisamente o que vive o jogador em muitos detalhes do mundo do Fallout, e isso só por si é épico. 

O fallout é um puro RPG (Role play game) onde cada opção que tu tomas dá um caminho/fim diferente. O jogo já vai na quarta edição e claro esta última com aspectos gráficos como nunca o jogo teve.

domingo, 8 de abril de 2018

MOD: Melhoria do ambiente gráfico e performance do FO4

09:23:00 0
Bem como sabemos o Fallout 4 tem o seu próprio aspecto gráfico. Aquele cenário e tom de ambiente pós apocalíptico. O que não é mal mas como é óbvio tendo a possibilidade de mudar e melhorar porque não? Se há algo que muitos já experimentaram é a fraca performance do jogo em determinadas partes do mapa, eu em crer que deverá ser o centro da cidade. São demasiados objectos e texturas que o teu computador tem de renderizar e isso pode provocar drop de frames tão abismal como estares em 120 ou 60 e cair para uns ranhosos poucos frames por segundo, e pode acontecer mesmo com um PC média/alta gama. Isso porque apesar de inúmeros factores que provocam stress no teu computar para renderização gráfica, um dos que mais ressaltou é o tamanho das texturas Vanilla. Li algures e em várias partes que  a Bethesda não optimizou corretamente as texturas.

Todas os workaround que tentei aplicar no meu computador, sem mudar a parte original (ou seja sem instalar mods), não resultou, então tive de começar a procurar outras soluções. Se por um lado baixar as configs para low não me satisfez (perde-se muita qualidade gráficae desculpa Bethesda mas eu tenho um bom computador) por outro lado parece que os mods e a comunidade conseguiu contornar a situação de forma simples e épica :).
Algumas alterações temos mesmo de fazer na configurações do jogo. Recomendo fortemente é rodar/correr o Fallout 4 em modo de Janela sem bordas!! Essa opção está disponível no ecrã das opções logo na entrada (ter em atenção quando colocares em janela para ajustar o tamanho da imagem para o tamanho do teu ecrã). Foto da direita mostra as opções que eu seleciono especificamente para o meu ecrã(tamanho), em qualidade "Alta" com a tal opção para correr em Janela e sem bordas. Pessoalmente melhorei desempenho e ganhei cerca de 10 fps só alterando isso mesmo.!! Em relação aos mods. Vou descrever o que tenho instalado e qual o motivo porque eu o instalei! Acho que é mais fácil assim:

Vivid ENB 3.0 Vivid Weathers - Este mod não é nada mais que settings do famoso ENB Series (ou seja antes de instalares o mod terás de ter instalado pelo menos dois binários do ENB Series as instruções estão no mod que indica passo a passo o que é necessário, é simples e rápido de instalar). Como mostra a foto ao lado o mod e ENB realça a tonalidade das cores e torna a paisagem mais imersiva. (atenção: recomendo instalação Manual.). Como é um pack com o Vivid Weather, isso vai incrementar melhores texturas para as nuvens no céu. Dinâmica de clima, ora chove, ora faz sol, ora está nublado, etc. Muito bom bom mesmo. Atenção: O ENB Series tem um menu de settings, se algo à nivel de cores de brilho, campo de profundidade não te agradar, sempre poderás fazer ajustes ingame, basta pressionar as teclas "Shift + F12". Abrir a linha de comando antes para trancar a camera. 

* Vivid Fallout - All in One - Como mencionei acima o problema da optimização das texturas em zonas criticas e não só, este mod no meu caso tem sido fulcral e excelente. Como o nome diz "all in one" ou seja é um pack  de texturas que tem um objectivo claro (reduzir o consumo de Vram, ou seja as texturas estão optimizadas como nunca estiveram). Sem querer mandar bocas indirectas para a Bethesda mas mandando.

* GRASSLANDS - A Fallout 4 Grass Overhaul - Como já passaram pouco mais de 200 anos depois da primeira bomba Nuclear e apesar de ainda haver radiação (quiçá tal como no acidente em Chernobyl Russia. Faz-me sentido que a natureza recupere um pouco. Por isso e para realce das planices e tornar o ambiente mais realístico possível. Ironicamente as texturas desta relva/grama é mehor que a ausência dela.

* Grasslands - Seasons Modular Patches - Este será um mod que vai complementar o mod acima (este mod necessita do Grassland, caso contrário não funciona). Dando uma funcionalidade bem boa de estações e mudança da vegetação. Tem plantas próprias e recomendo. É sempre mais um ponto na imersividade e no realismo. Ambos mods estão feitos e optimizados ao máximo para uma boa experiência no gameplay.

* Grassy LODs - Reparei que os dois mods acima Relva/Grama não adicional ficheiros LOD, não aparencem na vista onde deveria aparecer com o respectivo Nível de detalhe. Bla bla bla em outras palavras quando olhas para longe (horizinte da paisagem) é o que aparece e o que não aparece. A Relva/grama estava em falta este mod corrige. Agora olhas para longe e consegues ver bem a Relva/grama no chão. D+! 

* HN66s Moons and Planets - E que tal mudar a Lua do jogo. As noites no Fallout 4 são as vezes "assustadoras" porque está escuro como o breu e apesar do melhoramento gráfico (ficamos sempre com a impressão de que falta algo). Este mod altera a textura da Lua e dá-te um vislumbre de uma Lua enorme. Recomendo, é a que uso desde sempre. A Lua actualmente dá alguma fraca luz e em alguns locais com algumas condições ainda deixar ver sombra.

Visible Galaxy 4k and Framework - Atenção: não é uma textura optimizada para performance, mas se ganhei performance nas demais acima, então esta é um must have. Claro é textura 4K mas dá uma bela visão sobre a via láctea. Como aqui estamos também com o Vivid Weather (mudança de tempo). A via láctea só estará visível quando estiver o céu limpo e combinado com Grassland Seasons (estações) aponta para aquelas noites de primavera/verão.

Em suma, são estes os mods que tenho neste momento instalado, e que melhoraram em muito a minha experiência no jogo, e inclusive melhorando o desempenho do jogo. Consigo jogar a 60 fps sem grande percas, em locais mais críticos pode dropar para uns 45/50 fps, o que considero aceitável.

 Como sempre recomendo instalação dos mods com o Vortex Alpha ou Nexus Mod Manager ou quialquer MM (excepto o Vivid ENB conforme indiquei acima), de forma a ser mais fácil a manutenção, update ou mesmo desinstalar caso não queiras ou não funcione corretamente no meu computador.
Esta é uma amostra do resultado. Bom Jogo!!

@spyvspyaeon

Follow Me