segunda-feira, 24 de maio de 2021

Star Wars - Battle Front II

02:45:00 0
Se há jogos que me arrependo de não os ter apanhado logo no inicio, um deles é o Star Wars Battle Front II. Na verdade eu joguei SWBF II mas só no modo de história a quando o lançamento. Agora entretanto descobri o modo PVP e PVE.  





Aqui fica o meu gameplay nº 4 de um modo de jogo alucinante e dificil. :D Quem quiser se juntar meu nick no origin é spyvspyaeon.

Cumprimentos.

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Star Citizen - 3.12 - Troubleshoot para evitar problemas.(tweaks para melhorar gameplay)

05:37:00 0

Bem isto como é sempre um eterno game em versão Alpha. Percebi que a medida que saem novos updates. Pode ser necessário fazer algum troubleshoot para evitar problemas online.

Após consultar a página no Boredgamer vi que existe uma forma de colocar settings em ficheiro de opções que não aparecem nas definições do jogo.

Uma das primeiras coisas a fazer, de fato é apagar a cache dos Shaders dentro do star citizen. Na localização [unidade do disco]\StarCitizen\LIVE\USER tem uma pasta chamada "shaders" podem apagar que será recriada quando iniciarem o jogo.

Run com squad Armada Lusitana - gameplay muito estável após aplicar este troubleshoot.

Outro troubleshoot para quem tem PC fraco ou muito próximo do mínimo recomendado (ou mesmo que seja bom PC mas tenha problemas) é adicionar o ficheiro user.cfg na pasta [unidade do disco]\StarCitizen\LIVE\

No meu caso estou a usar os seguinte settings que melhorou o meu gameplay de forma significativamente. Podem descarregar o user.cfg aqui e poderão editar-lo conforme queiram.

; Custom User.cfg - This is a command that used to unlock the console to allow commands, I just leave it here in case they change it in a patch so that you need it again!


; This Setting basically sets the basis for your config, 1-4, 1 is Low but best performance & 4 is Very High Graphics but most intensive. It sets loads of settings & it’s important it’s at the top of the .cfg so that anything below it overwrites parts of it.
sys_spec = 2

r_BoarderlessWindow = 1
Con_Restricted = 0
r_VSync = 1
sys_MaxFPS = 60
r_MotionBlur = 0

; This Setting @ 1 reduces a tiny amount of realism on shadows, almost unnoticeable for some performance increase, but if you want the best looking shadows Change to 0.
e_GsmCache = 1

; Turn the anti aliasing mode off, increase performance for low end graphics.
r_AntialiasingMode = 0

; Turn fog effect off
r_FogShadows = 0

; Setting Texture Sizes, Change The r_TexturesStreamPoolSize based on you Graphics Card Memory 256 for 2GB or Less, 512 for upto 3GB,  1024 for upto 4GB,  2048 for upto 6Gb. If you have over 6GB you can run 4096.
r_TexturesStreamPoolSize = 2048

; Set e_ShadowsPoolSize to half of TexturesStreamPoolSize.
e_ShadowsPoolSize = 128

; This setting is how much love is given to shadows, Recommend set to 128 for the most performance 512 is default and you can setup to 4096 for pretty shadows.
e_ShadowsMaxTexRes = 128

; This is again some love to shadows (0.1 - 100) 0.1 will give you best performance while 100 will give you the best shadow quality, I can’t really notice the improvement above 40.
e_ShadowsResScale = 0.1

; This when it works in the Cry Engine adds Better Visual Quality to certain objects but is quite hungry. Turn to 0 for more Performance
r_SilhouettePOM = 0

Para consultarem mais opções dos comandos que é possivel colocar no referido ficheiro. Sugiro que consultem o website do boredgames sff em https://www.boredgamer.co.uk/2018/03/20/user-cfg-3-1-guide/

Dos passos que indiquei acima condensei a limpeza de cache, shaders e ficheiros temporários em ficheiro Batch. O ficheiro pode ser deixado em qualquer pasta no PC é só execultar quando virem que tem problemas no jogo. (carece que reinicies o jogo).

O ficheiro batch que tem o seguinte conteúdo:

Rem ** Este ficheiro batch fecha qualquer processo em execução do Star Citizen bem como limpa cache e temporários **
Rem Fechar processos Live e ou PTU

Taskkill /im StarCitizen.exe
Taskkill /im RSI Launcher.exe

Rem ** Mudar diretorio e pasta. apaga ficheiros temporários. **
c:
cd %temp%
del *.* /Q
cd\

Rem ** apaga cache do Star citizen bem como apaga cache dos shaders **

cd %appdata%\rsilauncher\Cache
Del *.* /Q
cd %appdata%\rsilauncher\GPUcache
Del *.* /Q

REM ** Se o teu tem problemas em SC, renderização, baixo FPS. tenta este workaround https://www.boredgamer.co.uk/2018/03/20/user-cfg-3-1-guide/ ** 

E por fim o último tweak é desativar a optimização de ecrã cheio. Dentro a pasta Live\Bin64, selecionar propriedades do ficheiro starcitizen.exe colocar o pisco como está abaixo.



terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Cyberpunk 2077 - 7 anos depois

11:30:00 0
Olá,

Como alguns já sabem Cyberpunk 2077 teve já o seu lançamento e ao fim de 7 anos, desde o anúncio inicial da CD PROJEKT RED, muitas hypes e "in sites" que a produtora polaca ia lançando. Com trailers e demonstrações do que o jogo seria e o que pretendiam atingir.

Em suma, muito do que foi prometido acabou por nem estar no jogo e nem sabemos a data se estará no roadmap de melhorias. Ou quiçá os inúmeros bugs e glitchs que o jogo tem desde o inicio.

Nota: o jogo está bonito, está bom, mas está longe de ser um Tripple A tal como foi anunciado mais de uma vez.

Depois de 155horas de gameplay, vou quebrar o silencio.

A CD Projekt Red andou quase 7 anos a criar ilusões com as suas promessas e vídeos. Sobre tudo o que o jogo “next GEN” ia pode entregar. Não obstante a falha avassaladora nas PS de gerações anteriores. O jogo até tem uma performance boa em PC, apesar de haver bugs visuais ou de mecânica a cada minuto.

Claro que com isso tudo e a desilusão (o jogo é lindo) mas andar em uma cidade morta tira o interesse rapidamente.

* IA dos NPC não tem, e se tem deve ter sido feito por um gajo ligado a comédia… Por no mínimo é engraçado.... mas descontextualizar o conteúdo da história não? Pós apocalíptico, Cyberpunk, corrupção há todo nivel na cidade, etc etc.

* Conteúdo da história está bom, mas o jogo não trás muita coisa nova (7 fins diferentes) no entanto cerca de 90% das escolhas que fazes não tem qualquer impacto na história, sendo apenas conteúdo para encher.

* Tudo no mapa, acerca de lojas entre outros é baseado em chegar perto, “F” e vai-se a um menu (esse sistema é mais antigo que a minha avó) não tras nada de novo e peca pela ausência de interacção.

* modo de história acaba relativamente rápido e o jogo morre porque não sobra mais nada para fazer do que andar a ver paisagem

* é no mínimo frustrante ter uma opção de personalizar o teu personagem para durante o gameplay não poderes ter a hipótese de usar uma camera em terceira pessoa, incluindo que o teu personagem é um vampiro (somente no espelho nas casas consegues ver o reflexo) em qualquer outro vidro ou espelho na cidade reflecte tudo menos o teu personagem…… (só é possível no modo de fotografia). Sem falar que após personalizar o teu personagem nem mudar cabelo podes? Nem penteado?

* Ausência de Andar e correr. O jogo em PC só permite correr ( o que é patético quando tens de seguir um NPC e o teu personagem só corre.

* A condução (qualquer carro) é horrível (será por isso que colocaram teleport em quase todo mapa?). Não entendo porque comprar carros se a qualquer momento podes roubar carros sem qualquer consequência no jogo?

* qualquer npc no jogo reage de forma estúpida quando há perigo. Mas os cyberpunks do ano 2077 são todos galinhas? ficam todos agachados…. (repara na mecânica de interacção do GTAonline e NPC’s)

* Night city foi apresentada como quase a cidade do pecado, onde o teu personagem tem partes genitais. A cidade tem no total 4 npc's que podes interagir mais intimamente que não é nada mais um cutscene que se repete, nem diversifica é sempre o mesmo. (desculpem mas não entendo isso de todo).

Que nova geração há aqui? como isto pode ser considerado Triple AAA? Outro jogo Hypado durante anos para no fim ser uma desilusão (não completa porque 7 anos de trabalho colocou Night city bonita) Mas eu como outros não compraram o cyberpunk para andar a ver paisagem….. ou só a andar a tirar fotinha.e há mais. Mas isso não poderia ter passado sem crivo da comunidade gamming. Por razões históricas do promete uma coisa e entrega metade ou menos não é esquecido.

É inevitável que uma empresa apresente um novo jogo, que refere vezes sem conta “o jogo da nova geração” e não haja comparação com outros titulos. Eu cheguei a ler no reddit comparações do GTA e Cyberpunk. Ou Cyberpunk com Fall out 4.

Ou outros a dizerem que o efeito BioWare (Anthem 2.0) é um standard da industria dos supostos games Triple AAA que são somente pura ilusão e engano.

A CD Projekt Red encaixou com este título uma pipa de massa, obrigatóriamente terá de fazer algo, caso contrário cairá no rótulo genérico do boiware 2.0, onde as empresas não tem bem uma visão de inovação.

Mas sim um padrão horrível de repetição eu quero que isto evolua!! Sei que a CD Project vai fazer updates e DLC's, mas o que foi apresentado e o que foi entregue, não é bem o mesmo.

Conclusão. ao fim de 155h perdi a pica. Pois já estou no modo de repetir até enjoar, infelizmente já enjoei.

Cyberpunk 2077 é um titulo como sabemos que nos alimentou muitas ilusões, basta ver os vídeos onde eles relatam o que ia ser o jogo. Falavam de AI, ciclos dos dias e como é a vida dos NPC na cidade etc.
Não me interpretes mal, eu gostei do jogo, mas teria gostado mais de ver o que foi prometido. A história é boa, e é trágica (qualquer um dos 7 finais, tudo acaba) nem sempre pode haver fins felizes.
Mas também a titulo de comparação. Fallout4 ironicamente tem um sistema que o Cybepunk não tem de todo. É a interação com os teus amigos, inimigos ou aliados "Afinidade". O fallout4 aqui faz muito bem apesar de algumas falhas. Isso iria enriquecer o gameplay pois a afinidade também é uma forma de ditar um caminho (Se era isso que o Cyberpunk prometeu "multiplas escolhas, tudo o que fazes tem impacto", então perderam-se entre o que foi dito que o que foi feito.).

No cyberpunk a estrutura até perde um pouco o sentido, por exemplo:

- quando começas a jogar, "V" o teu personagem é desde logo confrontado com o seu fim próximo, é-lhe dado poucos dias de vida e que ele tem de fazer a missão rápido, antes que seja tarde. Não obstante tu podes deixar a main mission e passar meses (na linha temporal do jogo) sem sofrer qualquer consequência.

- outra questão que me ocorre é tal como no GTA (old gen) a interação com os npc tem alguma complexidade e fluxo de consistência com o que se está a passar. Bates num npc das duas uma, ou te responde mal, foge, ou tenta de dar porrada (melee, civil não anda armado). No cyberpunk fica tudo agachado e para piorar o jogo buga muitas vezes e sem qualquer motivo está metade da cidade agachada.......

- provocas a policia no gta, até tens tempo, pois eles são chamados de onde estão (mentira, são spawnados um pouco longe) mas é muito mais realistico que o spawn nas costas de 10 policias como no cyberpunk.

- No cyberpunk ajudas a policia, eles nem de dizem obrigado, nem te mandam a merda, só ficam ali parados, ironia ou não fiz loot num policia morto em frente a um que estava a olhar para mim. É como se na complexidade de um cidade, bem imaginada e realizada, ficasse a quem por causa dos seus habitantes, meio zumbies, mais mortos do que vivos e incoerentes.

- A única cena em que quando vais a uma cybershop e vês a operação para te colocas as partes é só na primeira vez. De resto é tecla "F" e menu, tecla "F" e menu padronizado no jogo, (é mais facil fazer assim).

- o jogo coloca-te em um cenário hipotético de uma cidade no futuro quando tudo o resto torna-se não tão relevante quando não há desenvolvimento da tua personagem no inicio, ou seja não sabes nada ou pouco sobre o "V". No outro instante o jogo coloca-te decisões, algumas clara outras confusas porque não respondes pelo "V" mas respondes por ti próprio. Ou seja não consegui incarnar no "V". No fallout4 tudo o que fazes é reflexo do que acontece no inicio, inconscientemente acabas por responder como se fosses as personagem (o fallout 3 fez isso ainda melhor).

Eu sei que o jogo para ser o que dizem seria no mínimo gigante e pesado. Apesar de ter lido criticas sobre o tema, a verdade é que o tema de renderização (computação grafica) é uma faca de dois gumes quando se lança genericamente para várias plataformas em simultâneo. No Cyberpunk eles usam uma técnica que é "despawnar" NPC e carros, e respawnar para minimizar a carga de processamento (chamado distancia de desenho ou draw distance). O problema é que spawnar e despawar over and over, causa o que vimos, resmas de bugs, carros a voar (atirados literalmente), NPC que caem do ceu. Glitchs visuais. 
 
Eu fiquei arrependido de usar uma snipper, porque quando fiz zoom, percebi o quão mal fizeram os LOD (low of details) são a representação gráfica com baixa ou menor resolução. Ou seja ter uma vista de baixa resolução não é o mesmo que uma vista de algo não bem planeado. Visualmente não é uma boa experiencia.

O jogo que é apresentado como Open World mas é neste momento muito mais um jogo ao estilo drive through, O cyberpunk tenta te iludir nesse aspecto, mas ao fim de umas tantas horas dá-te conta que são meros truques.

mesmo assim gostei da história, tem um fim muito épico. 
Mas não fiquem a espera de um game do outro mundo,
ou um Triple A em pleno.

.

sábado, 18 de abril de 2020

Division 2 - Expansão DLC Melhorado - Lords of New York

19:23:00 0
Olá,

Ao fim de pouco menos de um ano, como publiquei aqui "porque nao jogo mais division 2", decidi voltar para ver se o jogo tinha mudado, melhorado ou se tinham feito algo. Fiquei surpreso que mesmo sem o DLC vi muitas melhorias. Um sistema de builds e mods que permite adaptar teu personagem para diferentes missões e/ou objetivos. Um pouco complexa, ainda, de se compreender, mas algo que prende o jogador no que deveria ter sido a aposta no inicio "farm".
 
Apesar se sentir azedo, depois de comprar o jogo cerca de 60 Euros + 1 Year pass ter de gastar mais 30 Euros para ter acesso a uma expansão do mapa/jogo. Resulta que mesmo assim o que encontrei em Nova York não foi só mais mapa, mas todo um enredo bem feito. A entrada está bem feita no cutscene, e deu-me logo uma visão de que o jogo tinha mudado e para melhor. Eu não quero dar spoilers.

Prólogo: Na mais nova expansão, Lords of New York, terás acesso a novos locais, conhecerás novos bandidos psicopatas e receberá uma nova diretiva para caçar Aaron, o desonesto agente da divisão. Antes que ele possa liberar uma nova arma biológica.

Em um cenário pós-apocalíptico em cenário de pós pandemia a baixa de Manhattan atingida por um furacão que devastou as ruas já destruídas, a cena continua incrivelmente terrível, apesar da destruição, os tiros, a violência e o lixo.


A pandemia conhecida como "veneno verde", também conhecida como gripe do dólar, foi colocada em dinheiro e espalhada por Nova York durante o outono de 2015, durante uma das mais movimentadas eventos de vendas, Black Friday."  - Gostei das melhorias!!



quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Star Citizen a desilusão - Tenho uma pontaria do ********

06:42:00 1

Bem, isto é sempre um "pain in the ass" mas infelizmente tenho sempre a tendencia de avaliar um título/jogo antes de conhecer o real cenário... Não obstante saber que o jogo ainda está em fase Alpha o jogo em si está muito além de qualquer expectativa.


Recapitulando, a temática dos jogos em fase Alpha ou Beta, estou em crer e cada vez acredito que os jogos ultimamente saem com essa fase embrionária não pelo motivo que os developers alegam "é para reportarem bugs para corrigirmos" como se o consumidor final fosse um beta tester que ainda por cima tem de pagar o preço final como se o jogo estivesse já acabado. Isto não é só um tema exclusivo do Star Citizen mas tem sido mais do mesmo e é uma cassete que não acaba.

Para poder explicar melhor vamos por partes: Depois de esperar anos, mais precisamente 6 longos anos, decidi comprar o acesso ao Star Citizen. Vi videos e livestream que mostravam um jogo não acabado mas estável e jogável. Isto ocorreu na versão Alpha 3.6 e a minha primeira experiencia foi um desastre. Um desastre pois mais de metade das missões não funcionavam simplesmente, pior, o jogo fazia a gentileza de te deixar iniciar a missão, e no último passo para completar a missão vinha o bug.... (importa referir que foi reportado sobre a premissa do desenvolvimento que o reportado é para corrigir - MENTIRA). O problema começa logo pela mecânica do jogo, distancias e tempo que se perde, literalmente a viajar de um lado para outro para apenas receber uns créditos no jogo. Isto tudo com a premissa de que no fim de algum outro update (ie: 3.7) a conta seria resetada ou seja todo o progresso do jogo perdido. Isto tudo acrescentando o facto do jogo crashar vezes sem conta ou ter demasiados problemas para se enquadrar que qualquer experiencia de jogo aceitável. Eu brinco com as palavras mas a realidade é que isto é um monte de bugs a tentar ser um jogo, literalmente.

Durante os 2 primeiros meses de 100% do tempo que tentei jogar 9% foi o que consegui jogar o resto foi queimar a paciência ao limite, perca de tempo, enquanto fazia livestream tentando demonstrar que o jogo valia a pena..... Quando na verdade não vale a pena. Se por um lado o Star Citizen tem um aspecto grafico bonito e atraente, não o tem com mecânica e o que realmente se passa.

Desde logo eu pessoalmente não meto 100, 200, 300 ou 1.000 euros no jogo para comprar naves, quando nem sequer as naves estão acabadas, são "vendidas" com a premissa de que é para ajudar no desenvolvimento (tretas) quando no fim das conta que são como tudo no jogo de (7 anos de desenvolvimento) - Será feito mais tarde. E é difícil ver algo no jogo que não seja mais do mesmo, Será feito mais tarde (TBC).

O que é chamado desde o inicio de Universo persistente, não passou de uma mentira alimentada pelo TBC to be continued, com sucessivos resets na conta, e mesmo tendo poucos mais de 3 meses de gameplay não aceitei em nada receber mais um reset neste último update 3.8 (um belo presente de natal lançado apenas por compromisso). Update lançado cheio e repleto de problemas, bugs e crashes para azedar qualquer um.

Mas eu não estou aqui para falar mal do jogo mas para retratar o desastre que foi a minha experiencia. Se te servir de abre olhos, melhor mesmo é esperar mais uns anos para ver o que vai dar.... Tenho horas incontáveis de livestream que só demonstram isso um jogo completamente instável, quebrado e sem a atenção devida.

Chega a ser surreal não corrigirem bugs básicos mas lançarem novas naves incompletas para vender por XXX euros

Outra porcaria de jogo que vai no mesmo sentido é o Osiris - New dawn um jogo que comprei e nem da tela de loading consegui sair, o suporte é inexistente,

Já foram ambas épicas bostas desinstaladas do meu PC.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Origin M50 Interceptor - A formula 1 do Star Citizen

07:18:00 0

Origin M50 - Desde o inicio não era de facto um modo de gameplay que me atraiu muito até porque até a data não existe nenhum circuito próprio para fazer corridas, então pensei na altura "para que quero uma nave de corridas se não posso fazer corridas?". A minha opinião mudou drasticamente após alugar uma por 24 Horas. O preço de aluguer acho que compensa, mas só compensa bem quando tens vagar para usar ela.

Como alugar a M50? - Em Lorville em frente aos elevadores de acesso aos hangares tem um quiosque com os displays. Nesse display podes encontrar não só a M50 mas um número grande de naves para alugar. (tabela de preço M50 abaixo)
* 35.814 UEC's por dia
* 89.535 UEC's 3 dias
* 167.132 UEC's 7 dias

* 537.210 UEC's por 30 dias.


Apesar dos períodos de aluguer e preços eu sugiro que testem pelo menos o aluguer de 24h principalmente num sábado (ou quando tenhas a certeza que terás tempo para brincar com ela).

É prometido é uma elevada dose de adrenalina e confirma. A M50 não é só uma nave de corridas rápida mas uma nave com uma elevado e bom tempo de resposta, tornado-a uma das mais rápidas e ágeis do jogo até a data. Tem dois canhões de laser pequenos e 2 misseis (se não estou em erro). No entanto tudo nesta nave tem de ser ponderado como pequeno, ou seja quantum drive, loadout de armas, depósito de combustível, espaço no cockpit é tudo em escala de pequeno. Ou seja apesar de ser uma nave bem rápida tem as suas limitações de alcance e de uso, apesar de ser uma interceptor (interceptador).



Para "missões" de interceptação, freefly ou loucas corridas recomendo sempre vôos em locais em que existam pontos de referencia, ou seja na superfície de planetas, em cidades (entre os prédios) ou no espaço nos vários cinturões de asteroids. Em locais sem pontos de referencia o vôo não tem nada de especial dado que não nos apercebemos da verdadeira velocidade.

Se te sentes pronto para fazer um test flight, então aproveita. Espera por um dia que tenhas vagar, alugar pelo menos por 24 horas e diverte-te. Caso tenhas algo para sugerir usa a caixa de comentários do blog.
Espero que gostem, porque eu A-DO-REI

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Star Citizen - Machinima work in progress

09:41:00 0
Desde logo vi o potencial deste jogo "Star Citizen" não só para modo de jogo em Role play (Interpretação de papéis) no contexto do jogo em si, com as principais temáticas de fundo (espaço e futuro), como também compreendi em parte o grande potencial deste jogo para Machinima.

Para os que já conhecem os meus trabalhos em Machinima (cinema e maquina) sabem que ou amante nato da arte de produzir composições para videos de curta e média metragem.

Se no passado foquei-me muito nas produções abstratas, neste momento queria realizar algo mais em modo de história. Baseando no ano 2946, exacto ano em que decorre a história do jogo em si (Esquadrão 42), decidi criar um curta metragem (por agora) de uma aventura contada em monologo por um explorador do espaço. Tenho andado ultimamente muito ativo no jogo, sempre a procura dos melhores cenários, roupas, adereços, escolha de personagens e ajuda de outros players. 

A ideia do argumento começou desde logo ao compreender alguma das realidades do jogo em sí, seja pelo sentimento de solidão (quando jogamos sozinhos) seja pelo contexto de aventura no espaço, pelo desconhecido. Queria tentar retratar em pleno o que seria essa "viagem". Bem não posso ainda adiantar muito sobre o conteúdo para evitar spoilers, e também porque estou ainda a tratar do script das cenas. :)
Mas isso não boas novidades. Só terei de encontrar por agora um voice over em inglês, o que não deverá ser nada complicado. Felizmente guardei os meus contatos de produções multimedia que fiz no passado. Só terei basicamente de encontrar a voz certa e a pessoa que tenha capacidade de representar.

Estou com saudades das produções e só isso será uma enorme motivação para dar seguimento a mais um projeto.

Quando o jogo evoluir um pouco mais, ficará muito mais apetecível para role play. Já criei uma temática de fundo e será uma empresa de segurança chamada Quantumgenics. Especializada em assegurar bens e serviços, este será o inicio de uma aventura que prevejo ser no minimo épica.

O conteúdos do Role play não poderei adiantar muito por agora dado que é necessário aguardar os updates para ver o que de fato é possível fazer. Mas sim o potencial é enorme. 

@spyvspyaeon

Follow Me